Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/05/17 às 12h38 - Atualizado em 6/02/18 às 12h39

Novos horizontes se abrem para o Subprocurador-Geral do DF Osdymar Matos

Uma pessoa bem-humorada e de riso fácil, Osdymar Montenegro Matos ou simplesmente Dimas, como é conhecido por seus colegas na PGDF, teve sua aposentadoria publicada no DODF do último dia 08 e alçará voo em busca de novas experiências.

Baiano nascido na cidade de Livramento, o Subprocurador-Geral ingressou no GDF originalmente na extinta Fundação Hospitalar no ano de 1980. Lá atuou como Procurador Autárquico e Fundacional até 2001, ano em que, devido a extinção da Fundação, fora transferido para a Terracap e finalmente, em 2003, veio compor o quadro de Procuradores do DF na PGDF.

A especializada onde ele atuou por mais tempo foi a PROPES (de 2003 a 2015). Sua colega de especializada, Beatriz Brown, fala com carinho sobre o amigo “O Dimas é um Procurador que serve de exemplo para todos os colegas, tanto pela competência e pelo compromisso com o trabalho, como pela incrível simpatia! ”.

Em 2015 Dimas recebeu do Gabinete da Casa a missão de atuar junto ao colega Ernani, por um período de 5 meses, na Assessoria Jurídico Legislativa da Secretaria de Saúde. “Falar do Dimas é falar de alegria, trabalho, companheirismo, dedicação, doação e presença. Durante anos enfrentamos e defendemos a coisa pública em um dos seus segmentos mais sensíveis: a saúde. Ali aprendemos a ser mais humanos… Agora ele está se aposentando e fechando uma bela história de dedicação”, declarou Ernani. Em meados de 2015 Dimas voltou para a PGDF e foi lotado no CECAL, onde atuou até a publicação de sua aposentadoria.

Para a Procuradora-Geral do DF, Paola Aires, o colega Dimas construiu uma carreira que servirá de modelo para todos os Procuradores do DF, tanto no aspecto profissional como nos laços pessoais construídos com os Servidores e Procuradores do DF, “o Dimas sem dúvidas fará muita falta”, afirma Paola.

Aos amigos da PGDF, Dimas deixa uma mensagem de gratidão: pela colaboração e troca de ideias dos colegas de carreira, das chefias e coordenações das especializadas por onde passou e do Gabinete. Aos colegas servidores, pelo assessoramento e o tratamento sempre tão cortês. “Mais que um legado profissional, levo um legado pessoal de grandes amigos que fiz, em todos os setores da PGDF”, conclui o Subprocurador-Geral do DF.