Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/09/17 às 10h16 - Atualizado em 29/10/18 às 10h32

Procuradora-Geral do DF é agraciada com a Ordem do Mérito Dom Bosco

 

Procuradora-Geral do DF é agraciada com a Ordem do Mérito Dom Bosco

A Procuradora-Geral do Distrito Federal, Paola Aires Corrêa Lima, foi agraciada com a Ordem de Mérito Dom Bosco. A honraria foi entregue nesta quinta-feira, 31 de agosto, pelo Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) destinada a agraciar a cada dois anos cidadãos e instituições que tenham prestado relevantes serviços à Justiça do Trabalho e, em especial, ao regional, que tem jurisdição sobre o Distrito Federal e o estado do Tocantins.

Para o presidente do Tribunal, desembargador Pedro Luís Vicentin Foltran, a entrega das comendas é um dos eventos mais importantes da Corte. De acordo com ele, este é o momento de valorizar quem contribuiu para atividades desempenhadas pela Décima Região. “Uma das formas de motivar as pessoas é com momentos como esse de reconhecimento. É uma forma de o Tribunal retribuir e essas pessoas também serem reconhecidas. Num momento difícil como o que vivemos, uma condecoração desse porte é importante para todo mundo”, declarou.

Condecorada com a mais alta honraria, que é o Grau Grande-Cruz, Paola Aires Corrêa Lima, destacou a relevância da instituição para a sociedade, principalmente, para os moradores do DF. “É essencial reconhecermos o trabalho da Justiça do Trabalho aqui no Distrito Federal. Eu acompanho de perto e posso dizer com toda certeza que graças à Justiça do Trabalho, conseguimos fazer com que serviços essenciais à população do DF funcionem com normalidade”, disse.

Histórico – A comenda Ordem do Mérito de Dom Bosco foi instituída em 11 de setembro de 1991 pela Resolução Administrativa nº 34, de 1991, quando o TRT10 completou dez anos instalação. Os agraciados são pessoas, instituições ou entidades que se tornaram dignas de gratidão e admiração da Justiça do Trabalho, especialmente da Décima Região. Com a homenagem, a Corte quer mostrar que a pessoa agraciada é um exemplo à sociedade brasiliense. A solenidade pública, inclusive, acontece sempre no dia 31 de agosto, porque foi essa a data que Dom Bosco teve seu sonho profético em relação à Brasília.

 

*Com informações do TRT-10